No Mestrado Integrado em Medicina, os estudantes são incentivados a construir a sua forma de aprender, através da promoção de um papel ativo no processo de ensino e aprendizagem. Graças às diversas metodologias de ensino e avaliação utilizadas, podem aprender a refletir sistematicamente sobre o seu percurso e a desenvolver autonomia e confiança desde cedo, aproximando-se assim da realidade existente na prática clínica, conseguida também com o rácio de 2 estudantes por equipa médica, nos estágios clínicos.

A estrutura curricular afasta-se do modelo tradicional característico de muitas instituições de ensino nacionais e europeias. O Mestrado Integrado em Medicina baseia-se em módulos funcionais integrados, que incluem todas as disciplinas básicas, alimentados por todas as áreas científicas consideradas relevantes e fundamentais que, na sua maioria, funcionam num sistema modular sequencial. Este modelo é aplicado na parte mais significativa das unidades curriculares de natureza biológica e biomédica. As disciplinas científicas são ancoradas em temas específicos e abordadas de forma integrada. Há também uma forte componente de formação em competências, como comunicação, procedimentos clínicos e interpretação de imagem, que é transversal a todos os módulos funcionais. A produção anual de um portefólio permite a integração de conhecimento com experiências pessoais. A reflexão sobre esta integração enriquece a experiência educativa do currículo.

A investigação também terá um papel de relevo neste Mestrado Integrado em Medicina, através da estreita relação entre o ensino da Medicina e as linhas de investigação em saúde. Esta relação permitirá envolver os estudantes em projetos de investigação, desde a sua formação pré-graduada até à pós-graduada, através da oferta de unidades curriculares optativas orientadas para a investigação.

O plano de estudos e as metodologias de ensino e aprendizagem da Universidade de Maastricht, parceiro académico da UCP, orientam o Mestrado Integrado em Medicina. O “Método Maastricht” caracteriza-se pelo enfoque em pequenos grupos tutoriais (com cerca de 10 estudantes), nos quais os estudantes têm de lidar com problemas do “mundo real”, traçar os seus próprios objetivos de aprendizagem e conduzir a investigação de cada caso, sob supervisão profissional. É conhecido como o método PBL - Problem-based Learning.

O Mestrado Integrado em Medicina é lecionado em língua inglesa — a língua privilegiada para o estudo da Medicina a nível internacional —, promovendo um ambiente de intercâmbio cultural e facilitando a prática clínica noutros países.

Contactos

Faculdade de Medicina

Faculdade de Medicina

E-mail: medicina.fm@ucp.pt

Tel: (+351) 214 269 851 (dias úteis das 15:00h às 18:00h)

Campus de Sintra
Estrada Octávio Pato

2635-631 Rio de Mouro